“Não tenho vergonha de ser Catador”

|

por Karollyne Morais, em 29 de junho de 2014 em arte, sustentabilidade com nenhum comentário

A profissão de agente ambiental, ou coletor de resíduos, ou mais conhecido como catadores de latinhas, vem carregada de preconceito e exclusão. Em muitas cidades do país, essas pessoas são marginalizadas pela sociedade, despertando medo e criando um abismo de isolamento. A queixa principal, é sempre a mesma: desvalorização.

O fato é que são Pessoas. Ao contrário do que o senso comum diz, são pais de família, muito trabalhadores, que como a maioria dos brasileiros, levanta cedo, batalha e luta pelo pão diariamente. Inúmeros projetos vem sendo realizados, e eu conheço pessoalmente alguns aqui de Brasília, na tentativa de reinserir essas pessoas na comunidade, de forma digna e respeitosa. Pois o trabalho deles tem um grande potencial, tanto na preservação ambiental, como na logística reversa de resíduos. Mas quanto aos projetos candangos, eu vou contar em detalhes em outra postagem… Hoje quero mostrar uma ideia muito linda que encontrei nas minhas pesquisas na internet:

pimp my carroça

Tudo que envolve arte e criatividade com preservação ambiental, só pode resultar em iniciativas cheias de humanidade! Essa sensação de colocar um sorriso no rosto, principalmente de rostos cansados de serem invisíveis, tem mais valor do que qualquer discurso ideológico ou horas de informações e dados. Que os agentes ambientais são essenciais para a coleta de resíduos e materiais recicláveis, isso não é preciso repetir. Que são pessoas corajosas por atropelarem todos os dias o preconceito, também é desnecessário… Mas, porque não fazer isso em grande estilo?

Com seus carrinhos eles cortam as cidades, sob sol ou chuva pra recolher o nosso lixo, e a turma do Pimp my Carroça, está resgatando a autoestima dessas pessoas com muita arte e cor. Mutirões que unem muita tinta e boa vontade transformam as carroças dos catadores em grafites ambulantes. Embora o projeto tenha ações pontuais, a arte impressa nas carroças continua repercutindo e fazendo efeito por onde os catadores passam.

Inclusão é pouco, isso sim é arte!

pimpmy001

pimpmy003

pimpmy002

Visite o site do Projeto Aqui.

 

Karollyne Morais
karollyne-morais_ciclopak  
karol.s.morais@gmail.com

Idealizadora do Projeto Casa UpCycling, que nasceu da necessidade de expor as possibilidades infinitas de transformação daquilo que a maioria de nós joga no lixo. Usando a criatividade como ferramenta para dar a oportunidade a matéria-prima de qualidade de retornar ao ciclo. Mas acima de tudo, tem o objetivo de inspirar outras mentes inovadoras a uma postura de consumo e vida sustentável.

Caçamba cheia de vida!

|

por Karollyne Morais, em 2 de fevereiro de 2014 em sustentabilidade com 33 comentários

Hoje é muito comum ter caçambas espalhadas na cidade. Nos condomínios, nos prédios, nas ruas e comércios, elas são o símbolo da exclusão e do desprezo. Nelas colocamos tudo aquilo que não nos serve mais… E esse lixo vai embora para bem longe, onde não possa incomodar os nossos olhos. É assim diariamente… Mas três artistas de Jaú estão transformando essa realidade. Estão dando vida as essas caçambas. É o Projeto Caçambaria.

Móveis e objetos de decoração, cheios de estilo e cor. Esses são os produtos da Caçambaria: um verdadeiro exemplo de Upcycling. Mesmo vendo as fotos do Antes e Depois ainda é difícil acreditar na mágica mudança. Confira abaixo algumas das peças produzidas por eles:

 

Para saber mais sobre este projeto que une beleza, sustentabilidade e diversidade cultural acesse o site aqui.

 

Karollyne Morais
karollyne-morais_ciclopak  
karol.s.morais@gmail.com

Idealizadora do Projeto Casa UpCycling, que nasceu da necessidade de expor as possibilidades infinitas de transformação daquilo que a maioria de nós joga no lixo. Usando a criatividade como ferramenta para dar a oportunidade a matéria-prima de qualidade de retornar ao ciclo. Mas acima de tudo, tem o objetivo de inspirar outras mentes inovadoras a uma postura de consumo e vida sustentável.

Gostou? Compartilhe essa ideia!

I Edição Mostra Ciclo’s

|

por Karollyne Morais, em 2 de dezembro de 2013 em sustentabilidade com 8 comentários

Hoje trago para vocês uma opção de lazer! Vamos prestigiar essa Mostra que tem tudo a ver com upcycling! O conteúdo foi extraído do site dos organizadores e tem o endereço lá no final da postagem, ok!

“Com foco na reutilização de materiais, o Espaço Art’er oferece um ambiente agradável para os apreciadores de arte e design na Vila Madalena. Idealizado pela empresa de cenografia Estúdio Móbile, o local apresenta obras de vários artistas que foram desenvolvidas com estruturas de shows, exposições, festas, eventos corporativos e outros materiais descartados pela produtora.

Para comemorar 1 ano, o espaço realiza a  1ª Edição da Mostra Ciclo’s que traz peças revisitadas e produções inéditas, como móveis e objetos decorativos, reforçando a identidade sustentável do Art’er. A mostra ainda conta com criações dos convidados especiais Leo Capote e Paulo Bordhin.”

 

Cartaz_Mostra_Leo-Capote_Web

 

1ª EDIÇÃO DA MOSTRA “CICLOS”

Curadora: Anna Mega

Realização: Espaço Art’er e Estúdio Móbile

Visitação: até 21 de dezembro | Entrada gratuita

De terça a sábado: das 10h às 19h

Local: Espaço Art’er

Endereço: Rua Harmonia, 797 – Vila Madalena

Telefone: (11)  3926-2512 | Site: www.espacoarter.com.br

 

Fonte: Espaço Art’er

 

Karollyne Morais
karollyne-morais_ciclopak  
karol.s.morais@gmail.com

Idealizadora do Projeto Casa UpCycling, que nasceu da necessidade de expor as possibilidades infinitas de transformação daquilo que a maioria de nós joga no lixo. Usando a criatividade como ferramenta para dar a oportunidade a matéria-prima de qualidade de retornar ao ciclo. Mas acima de tudo, tem o objetivo de inspirar outras mentes inovadoras a uma postura de consumo e vida sustentável.

Gostou? Compartilhe essa ideia!

O lixo que fala

|

por Karollyne Morais, em 29 de novembro de 2013 em arte, cultura, reutilização, upcycling com 33 comentários

Quando pousei os olhos sobre as peças do artista plástico e designer gráfico Marcelo Caparroz, foi como ler uma poesia. Me identifiquei tanto que estou escrevendo este post em primeira pessoa. Seu trabalho é de uma profundidade de significados que fala por si só. Ele mistura upcycling, fotografia e poesia, resultando em arte pura.

PORTA TRECOS DUPLO

Marcelo tem 46 anos, é de Porto Alegre mas mora em São Paulo. Em entrevista, revelou que desde muito jovem, sempre se sentiu atraído pela natureza e suas belezas. Com o tempo, foi se dando conta de como os lugares onde fazia acampamentos e trilhas estavam aos poucos sendo degradados pelo descuido e pelo lixo. Em 1997, começou a reaproveitar o próprio lixo em casa, como uma espécie de terapia, mas só dez anos depois publicou suas peças através do blog Segundo Erre. O nome do blog dialoga com a proposta da Agenda 21, os 3R’s (reduzir, reaproveitar e reciclar).

Mesmo muito tempo depois, as pessoas ainda confundem o significado de cada R. Reduzir é diminuir o consumo, consumir melhor e de forma inteligente sem desperdícios. Reciclar é quando um resíduo volta ao ciclo com a mesma função que tinha originalmente. Nesse caso, pode sofrer processamento físico e químico, como por exemplo, as garrafas PET. Passam por uma série de etapas até se tornarem plástico útil novamente. Quando você Reaproveita, você mantém as características do resíduo, mas confere a ele um valor maior. Não entendeu ainda? Olha as peças do Marcelo, ele agregou valor, e o que era lixo, agora é arte:

PANELA DE LUZ RELÓGIOS QUEBRADOS

BANQUETA DE DEDOS

O mais interessante do trabalho dele, é a mensagem que ele transmite. O objetivo, como ele próprio descreve, é incentivar as pessoas a praticarem os 3R’s.

Se você também prestigia pessoas que buscam fazer a diferença e acredita no potencial de artistas como o Marcelo, compartilhe. Ele está em busca de parcerias para realização de palestras, cursos e a exposição das suas peças. Lá no blog dele tem muito mais fotos para ver, confira aqui.

 

Karollyne Morais
karollyne-morais_ciclopak  
karol.s.morais@gmail.com

Idealizadora do Projeto Casa UpCycling, que nasceu da necessidade de expor as possibilidades infinitas de transformação daquilo que a maioria de nós joga no lixo. Usando a criatividade como ferramenta para dar a oportunidade a matéria-prima de qualidade de retornar ao ciclo. Mas acima de tudo, tem o objetivo de inspirar outras mentes inovadoras a uma postura de consumo e vida sustentável.

Gostou? Compartilhe essa ideia!

parceiros:





apoio:

sobre

Somos uma iniciativa cultural, que propõe a discussão e fomentação da reutilização de materiais explorando as mais diversas áreas criativas do conhecimento por um mundo mais bonito e mais sustentável.

Faça parte desse ciclo!

faça parte

O Projeto Ciclopak é um projeto independente e sem fins lucrativos. Você é fundamental para que essa ideia continue. Buscamos pessoas para colaborar em diversas áreas do projeto e parcerias com empresas comprometidas com o desenvolvimento sustentável. Entre em contato e saiba mais: contato@ciclopak.com.br