Brinquedo velho… Alegria nova.

|

por Karollyne Morais, em 21 de novembro de 2013 em reutilização, social com 7 comentários

A missão desenvolvida por essa família prova que sempre é possível fazer algo a mais. A alguns anos, durante um trabalho com pessoas, que por inúmeros motivos, acabavam indo morar nas ruas, rodoviárias e marquises da cidade, Virgínia Miranda, ou mais conhecida como Pilu, sentiu um forte desejo de realizar uma festa para as crianças. A oito anos esse desejo vem se tornando realidade diária. Na sua oitava edição, a Festa Anual das Crianças leva dignidade, amor, cuidado e muitos doces e brinquedos para crianças em situação de vulnerabilidade social.

Um dos aspectos interessantes desse evento, é o trabalho desenvolvido com os brinquedos ao longo de todo o ano que antecede a festa. Os brinquedos doados, passam por uma triagem, onde são separados por tipo, peças quebradas e provável faixa etária adequada. Depois esses brinquedos passam por uma boa lavagem e uma grande transformação. Cabelos penteados, roupinha com desenho único e costurados individualmente, carrinhos ganham rodas novas e todos os brinquedos são novamente selecionados para a confecção de Kits, com um brinquedo principal e acessórios. Saquinhos com lindos laços e uma porção de brinquedos selecionados e distribuídos de forma justa e igualitária. Todo mundo ganha presente, nem melhor, nem pior.

Ao todo, a meta anual é de no mínimo 1000 Kits. Mas, o mais importante da festa não esta em doar, e sim, em si doar. Antes da distribuição tem muitas brincadeiras, pula-pula, pintura de rosto, teatro, comida e doces. E muitas pessoas participam e colaboram voluntariamente, antes, durante e depois da festa. O objetivo maior é levar um pouco de lazer e resgatar a identidade e a dignidade das crianças, que são bombardeadas de informações consumistas nesta época do ano, mas muitas vezes não tem acesso nem ao básico de alimentação e vestuário. Muitas das crianças nunca ganharam presentes. E sem dúvida, o sorriso delas compensa todo o trabalho.

A família da Pilu, recebe contribuições de roupas, alimentos, doces, refrigerantes e é claro, brinquedos novos e usados, mas que estejam em bom estado de conservação. Além da Festa Anual das Crianças, eles também desenvolvem outros trabalhos solidários, provando que o consumo colaborativo pode sim fazer a diferença. Todo o evento só é possível graças as contribuições de amigos e familiares, e de Você que com certeza, vai querer ajudar!

Próxima Festa Anual das Crianças: Domingo, 24 de novembro de 2013
Local: Capela Nossa Senhora Das Graças Quadra 217 Parque Alvorada – Lago Azul/GO
Horário: Começa com a missa das crianças às 9:30
Obs: O evento ocorre dentro de uma Igreja, mas é aberto a toda a comunidade. Todos estão convidados para participar.
Para maiores informações, dúvidas e contribuições entrar em contato com a Pilu pelo e-mail: pilupazebem@hotmail.com

 

Karollyne Morais
karollyne-morais_ciclopak  
karol.s.morais@gmail.com

Idealizadora do Projeto Casa UpCycling, que nasceu da necessidade de expor as possibilidades infinitas de transformação daquilo que a maioria de nós joga no lixo. Usando a criatividade como ferramenta para dar a oportunidade a matéria-prima de qualidade de retornar ao ciclo. Mas acima de tudo, tem o objetivo de inspirar outras mentes inovadoras a uma postura de consumo e vida sustentável.

Gostou? Compartilhe essa ideia!

Você compra de quem?

|

por Karollyne Morais, em 13 de novembro de 2013 em sustentabilidade com 1 comentário

Você se faz essa pergunta quando vai adquirir um bem? O consumo sustentável passa pela educação para o consumo consciente e racional. Infelizmente, devido a história do nosso país e a forma como o consumismo nos foi colocado, não aprendemos como deve ser o processo de compra e o quanto este ato influencia o ambiente a nossa volta. Compramos por comprar, porque está na moda, porque todo mundo tem, porque está barato, quase que mecanicamente. Falamos tanto em sustentabilidade, mas muitas vezes desconhecemos todos os aspectos que implica, de fato, viver essa ideia. O ato de adquirir um bem, é apenas uma das muitas faces da sustentabilidade, mas não a menos importante.

Antes de colocar uma montanha de coisas no seu carrinho de supermercado, você precisa pensar sobre o processo produtivo daquilo que você está comprando… provavelmente, você deve estar pensando: faça-me o favor, eu não tenho tempo pra isso! Mas, você pode começar a exercitar esse hábito de uma forma muito simples. Comece se perguntando de quem você está comprando.

Fomos quase que condicionados a acreditar que o que vem de fora do pais é melhor, que o que é produzido por empresas grandes tem mais qualidade… mas nem tudo é bem assim. Produtos locais, produzidos pelas mãos de artistas, pequenos empreendedores, agricultores familiares, também carregam na sua composição muita dedicação, qualidade, cuidado, um preço com menos impostos e a valorização da pessoa que produziu. É sustentável!

Compro de Quem Faz

Se você faz parte do grupo de pessoas que pensam diferente, querem agir diferente, pois desejam um futuro e um presente melhor, existe um movimento que traduz toda essa necessidade de motivar o consumo de produtos locais, direto de quem produz: o Compro de Quem Faz . Esse movimento, além de valorizar a nossa economia criativa que tem um grande potencial, faz um trabalho de educação para o consumo de forma leve e descontraída. Fazer as pessoas repensarem o consumo, é o primeiro passo para termos uma multidão de consumidores sustentáveis com força para melhorar o nosso país e valorizar o que  temos de melhor. A nossa Criatividade!

póster

Entre no site aqui. Compre de quem faz!

 

Karollyne Morais
karollyne-morais_ciclopak  
karol.s.morais@gmail.com

Idealizadora do Projeto Casa UpCycling, que nasceu da necessidade de expor as possibilidades infinitas de transformação daquilo que a maioria de nós joga no lixo. Usando a criatividade como ferramenta para dar a oportunidade a matéria-prima de qualidade de retornar ao ciclo. Mas acima de tudo, tem o objetivo de inspirar outras mentes inovadoras a uma postura de consumo e vida sustentável.

Gostou? Compartilhe essa ideia!

Cine na Vila

|

por Lucas Araujo, em 11 de novembro de 2013 em cultura, social com nenhum comentário

O cinema é um sonho antigo na Vila Nova Esperança, mas foi no final de outubro deste ano que decidimos que ele se tornaria realidade !

De início eram poucos moradores envolvidos no projeto, pois muitos não imaginavam que poderia dar certo. Fizemos então o plano de ação, a pesquisa de preço, e no momento da captação de recursos, conseguimos a doação dos equipamentos com o Dep. Federal Carlos Zarattini. Com o material necessário em mãos (projetor, tela mapa, nobreak, 100m de tnt azul escuro, 30m de varal e 12 parafusos de argolas), a colaboração foi total na comunidade, a adaptação da associação de moradores aconteceu em apenas 2 horas !

cinenavila_destaq-2

O filme de estréia foi uma compilação de vídeos disponíveis no youtube que retratam a história da Vila, seu contexto político e luta da comunidade contra interesses econômicos e imobiliários pelo local.

A inauguração ocorreu no domingo, dia 03/11, com mais de 50 pessoas (sendo que muitas delas estavam em um cinema pela primeira vez). Mais do que acesso à cultura, este evento proporcionou união entre os moradores, empoderamento para novos projetos e maior identidade com sua história, uma vez que temos uma geração inteira que nasceu na Vila Nova Esperança.

cinenavila_destaq-1

Esperamos que seja um impulso para novas conquistas e que este espaço seja utilizado para filmes, debates e atividades colaborativas.

 

Lucas Araujo
 
lucas@ciclopak.com.br
Lucas é um empreendedor nato. Formado em Ciências Atuariais, sempre buscou criar negócios e empreender socialmente com o mesmo desempenho e qualidade que acompanhou no setor privado. Trabalhava com artesanato em crochê antes de ingressar no mercado de seguros em 2007. Atualmente trabalha como voluntário na ONG TETO e ativista em causas comunitárias e sociais.

Gostou? Compartilhe essa ideia!

 

Quanto vale o seu tempo?

|

por Karollyne Morais, em 31 de outubro de 2013 em social, sustentabilidade com nenhum comentário

O maior bem que todos possuímos é o tempo. Porque nele está contido infinitas oportunidades. Alguns vivem sem tempo, correndo atrás de dinheiro, status, outros o dedicam à família, aos estudos, ou ao ócio. Outros ainda sempre protelam o que acreditam ser uma perspectiva de futuro, que é o tempo que ainda não chegou. E quanto a você, o que você faz com o seu tempo?

Podemos usar o tempo para conseguir algo muito valioso: o conhecimento. O conhecimento, a experiência e as vivências são coisas que ninguém pode subtrair. O tempo iguala a todos e o conhecimento nos diversifica. Mas conhecimento custa caro e o valor FINANCEIRO dado a ele cria desigualdades. Pensando em tornar o acesso ao conhecimento algo mais justo e solidário, nasceu uma das propostas mais interessantes sobre consumo colaborativo.

logo

O movimento Bliive é uma rede colaborativa de troca de tempo, que acredita na colaboração como forma de revolucionar a ideia de valor, aproximando as pessoas por meio do compartilhamento de experiências. Em uma cultura que prega o individualismo e a competição, a grande notícia do Bliive é que, criando uma economia colaborativa, sustentável e baseada em pressuposto real de valor, poderemos voltar a ser quem deveríamos continuar sendo sempre: seres humanos sociais que são mais felizes quando se sentem úteis e parte do todo.

Captura de tela de 2013-10-31 14:31:19

Compartilhe!

Fonte: Bliive

Karollyne Morais
karollyne-morais_ciclopak  
karol.s.morais@gmail.com

Idealizadora do Projeto Casa UpCycling, que nasceu da necessidade de expor as possibilidades infinitas de transformação daquilo que a maioria de nós joga no lixo. Usando a criatividade como ferramenta para dar a oportunidade a matéria-prima de qualidade de retornar ao ciclo. Mas acima de tudo, tem o objetivo de inspirar outras mentes inovadoras a uma postura de consumo e vida sustentável.

Gostou? Compartilhe essa ideia!

 

parceiros:





apoio:

sobre

Somos uma iniciativa cultural, que propõe a discussão e fomentação da reutilização de materiais explorando as mais diversas áreas criativas do conhecimento por um mundo mais bonito e mais sustentável.

Faça parte desse ciclo!

faça parte

O Projeto Ciclopak é um projeto independente e sem fins lucrativos. Você é fundamental para que essa ideia continue. Buscamos pessoas para colaborar em diversas áreas do projeto e parcerias com empresas comprometidas com o desenvolvimento sustentável. Entre em contato e saiba mais: contato@ciclopak.com.br