“Não tenho vergonha de ser Catador”

|

por Karollyne Morais, em 29 de junho de 2014 em arte, sustentabilidade com nenhum comentário

A profissão de agente ambiental, ou coletor de resíduos, ou mais conhecido como catadores de latinhas, vem carregada de preconceito e exclusão. Em muitas cidades do país, essas pessoas são marginalizadas pela sociedade, despertando medo e criando um abismo de isolamento. A queixa principal, é sempre a mesma: desvalorização.

O fato é que são Pessoas. Ao contrário do que o senso comum diz, são pais de família, muito trabalhadores, que como a maioria dos brasileiros, levanta cedo, batalha e luta pelo pão diariamente. Inúmeros projetos vem sendo realizados, e eu conheço pessoalmente alguns aqui de Brasília, na tentativa de reinserir essas pessoas na comunidade, de forma digna e respeitosa. Pois o trabalho deles tem um grande potencial, tanto na preservação ambiental, como na logística reversa de resíduos. Mas quanto aos projetos candangos, eu vou contar em detalhes em outra postagem… Hoje quero mostrar uma ideia muito linda que encontrei nas minhas pesquisas na internet:

pimp my carroça

Tudo que envolve arte e criatividade com preservação ambiental, só pode resultar em iniciativas cheias de humanidade! Essa sensação de colocar um sorriso no rosto, principalmente de rostos cansados de serem invisíveis, tem mais valor do que qualquer discurso ideológico ou horas de informações e dados. Que os agentes ambientais são essenciais para a coleta de resíduos e materiais recicláveis, isso não é preciso repetir. Que são pessoas corajosas por atropelarem todos os dias o preconceito, também é desnecessário… Mas, porque não fazer isso em grande estilo?

Com seus carrinhos eles cortam as cidades, sob sol ou chuva pra recolher o nosso lixo, e a turma do Pimp my Carroça, está resgatando a autoestima dessas pessoas com muita arte e cor. Mutirões que unem muita tinta e boa vontade transformam as carroças dos catadores em grafites ambulantes. Embora o projeto tenha ações pontuais, a arte impressa nas carroças continua repercutindo e fazendo efeito por onde os catadores passam.

Inclusão é pouco, isso sim é arte!

pimpmy001

pimpmy003

pimpmy002

Visite o site do Projeto Aqui.

 

Karollyne Morais
karollyne-morais_ciclopak  
karol.s.morais@gmail.com

Idealizadora do Projeto Casa UpCycling, que nasceu da necessidade de expor as possibilidades infinitas de transformação daquilo que a maioria de nós joga no lixo. Usando a criatividade como ferramenta para dar a oportunidade a matéria-prima de qualidade de retornar ao ciclo. Mas acima de tudo, tem o objetivo de inspirar outras mentes inovadoras a uma postura de consumo e vida sustentável.


Comente!

Deixe seu comentário:

parceiros:





apoio:

sobre

Somos uma iniciativa cultural, que propõe a discussão e fomentação da reutilização de materiais explorando as mais diversas áreas criativas do conhecimento por um mundo mais bonito e mais sustentável.

Faça parte desse ciclo!

faça parte

O Projeto Ciclopak é um projeto independente e sem fins lucrativos. Você é fundamental para que essa ideia continue. Buscamos pessoas para colaborar em diversas áreas do projeto e parcerias com empresas comprometidas com o desenvolvimento sustentável. Entre em contato e saiba mais: contato@ciclopak.com.br