Quanto vale o seu tempo?

|

por Karollyne Morais, em 31 de outubro de 2013 em social, sustentabilidade com nenhum comentário

O maior bem que todos possuímos é o tempo. Porque nele está contido infinitas oportunidades. Alguns vivem sem tempo, correndo atrás de dinheiro, status, outros o dedicam à família, aos estudos, ou ao ócio. Outros ainda sempre protelam o que acreditam ser uma perspectiva de futuro, que é o tempo que ainda não chegou. E quanto a você, o que você faz com o seu tempo?

Podemos usar o tempo para conseguir algo muito valioso: o conhecimento. O conhecimento, a experiência e as vivências são coisas que ninguém pode subtrair. O tempo iguala a todos e o conhecimento nos diversifica. Mas conhecimento custa caro e o valor FINANCEIRO dado a ele cria desigualdades. Pensando em tornar o acesso ao conhecimento algo mais justo e solidário, nasceu uma das propostas mais interessantes sobre consumo colaborativo.

logo

O movimento Bliive é uma rede colaborativa de troca de tempo, que acredita na colaboração como forma de revolucionar a ideia de valor, aproximando as pessoas por meio do compartilhamento de experiências. Em uma cultura que prega o individualismo e a competição, a grande notícia do Bliive é que, criando uma economia colaborativa, sustentável e baseada em pressuposto real de valor, poderemos voltar a ser quem deveríamos continuar sendo sempre: seres humanos sociais que são mais felizes quando se sentem úteis e parte do todo.

Captura de tela de 2013-10-31 14:31:19

Compartilhe!

Fonte: Bliive

Karollyne Morais
karollyne-morais_ciclopak  
karol.s.morais@gmail.com

Idealizadora do Projeto Casa UpCycling, que nasceu da necessidade de expor as possibilidades infinitas de transformação daquilo que a maioria de nós joga no lixo. Usando a criatividade como ferramenta para dar a oportunidade a matéria-prima de qualidade de retornar ao ciclo. Mas acima de tudo, tem o objetivo de inspirar outras mentes inovadoras a uma postura de consumo e vida sustentável.

Gostou? Compartilhe essa ideia!

 

Óculos de sol são produzidos com CDs e DVDs reaproveitados

|

por contato@ciclopak.com.br, em 20 de outubro de 2013 em design, inovação com nenhum comentário

O estúdio de design taiwanês MiniWiz está em constante busca por produtos sustentáveis. Uma das criações é a linha de óculos de sol, produzida a partir de CDs e DVDs reciclados.

Além de o composto reaproveitar velhos objetos, também é misturado cascas de arroz carbonizadas, que, por sua vez, provêm de resíduos agrícolas. As embalagens dos óculos também são sustentáveis, feitas com polipropileno reciclado.

Post-oculos-imagem1

MiniWiz/Divulgação

Esse processo de fabricação traz uma economia ambiental, uma vez que poupa os recursos da natureza e ainda reduz em 70% as emissões de carbono. Cada par de óculos é vendido em caixas semelhantes às de tortas de maçã vendidas pelo Mc Donalds.

A linha Re-View é uma criação da Miniwiz – empresa que já transformou desenvolveu capa de iPhone sustentável, museu com CDs e DVDs reaproveitados, e, mais recentemente, criou uma loja da Nike reutilizando diversos resíduos.

A empresa garante que o material é flexível, antialérgico e possui proteção UV. Apesar de não informar como adquirir o produto, a MiniWiz sugere entrar em contato por meio desses canais.

Post-oculos-imagem2

MiniWiz/Divulgação

Para os brasileiros, uma opção mais próxima são os óculos da Zerezes – fabricados com madeira descartada por alunos da PUC do Rio de Janeiro. Também em São Paulo, são produzidos óculos de madeira pela empresaLeaf.

logo_horizontal

Via Ciclo Vivo

Tutorial carteira paKote

|

por equipe ciclopak, em 19 de julho de 2012 em tutoriais com 3 comentários

 

Gostou? Compartilhe essa ideia!

 

Sustentabilidade?

|

por equipe ciclopak, em 11 de julho de 2012 em sustentabilidade com 39 comentários

Sustentabilidade: palavra muito difundida e ainda pouco compreendida

Não adianta, a sustentabilidade está na moda! Ecologista, ativista, simpatizante ou indiferente, você com certeza já ouviu falar desse tema e, talvez, nem saiba ao certo sobre o que se refere. Meio ambiente? Camada de ozônio? Consumo? Pobreza? Moda? Sim, tudo isso e muito mais.

O site sustentabilidade.org.br define sustentabilidade como um conceito sistêmico, relacionado com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana. No Wikipédia tem uma descrição complementar que fala que é a habilidade de sustentar ou suportar uma ou mais condições, exibida por algo ou alguém. É uma característica ou condição de um processo ou de um sistema que permite a sua permanência, em certo nível, por um determinado prazo.

Trata-se de um uma realidade a ser proposta como um meio de configurar a civilização e atividade humanas, de tal forma que a sociedade, os seus membros e as suas economias possam preencher as suas necessidades e expressar o seu maior potencial no presente e, ao mesmo tempo, preservar a biodiversidade e os ecossistemas naturais.

Trocando em miúdos, sustentabilidade está intrinsecamente relacionada à sua conscientização em relação à utilização e o desgaste dos recursos naturais do nosso Planeta. Será que uma pessoa precisa realmente ter 30 pares de sapatos quando tem apenas dois pés? Quantos recursos naturais (renováveis ou não) são extraídos para que um closet fique abarrotado? Quanto uma pessoa come além do recomendado? Quantas embalagens são entregues junto com um lanche em uma rede de fast food?

Reflexões simples como essas sobre os nossos hábitos cotidianos podem gerar a mudança, a consciência antagônica de como fazer pouco pode ser muito importante. E de fato assim é! A sustentabilidade abrange vários níveis de organização, desde a vizinhança local até o planeta inteiro.

O poder de transformação dos pequenos gestos no seu dia a dia, também existe quando difundimos essa ideia. Converse com seus pais, amigos, avós, companheiros, colegas de trabalho. Compartilhe nas rodas de conversas e redes sociais o que você tem feito para aderir hábitos mais sustentáveis e o porquê dessa mudança. Propagar uma ideia é o primeiro passo para ajudar na evolução de todos!

Texto: Catherine Rocha

parceiros:





apoio:

sobre

Somos uma iniciativa cultural, que propõe a discussão e fomentação da reutilização de materiais explorando as mais diversas áreas criativas do conhecimento por um mundo mais bonito e mais sustentável.

Faça parte desse ciclo!

faça parte

O Projeto Ciclopak é um projeto independente e sem fins lucrativos. Você é fundamental para que essa ideia continue. Buscamos pessoas para colaborar em diversas áreas do projeto e parcerias com empresas comprometidas com o desenvolvimento sustentável. Entre em contato e saiba mais: contato@ciclopak.com.br